Fashion trend: saiba tudo sobre a sapatilha slingback

Imagem reproduzida do google images

Não há como negar: os sapatos, muitas vezes, são os grandes aliados do nosso dia a dia. Seja em um look básico ou em uma produção mais elaborada, eles conseguem deixar o outfit bem interessante, pronto para transbordar personalidade.

Diante disso, algumas tendências vêm surgindo a cada temporada — e a sapatilha slingback é a grande aposta da vez. Com uma pegada vintage, o modelito é um verdadeiro charme, podendo ser encontrado em diferentes cores, materiais e designs.

Dito isto, que tal se aprofundar mais nesse hit e descobrir como aproveitá-lo daqui para frente? Pensando em te ajudar nessa missão, preparamos um conteúdo completo, com todos os highlights dessa febre que, ao que tudo indica, veio para ficar. Se liga!

Um pouco de história: a origem da sapatilha slingback

Quem vê a sapatilha slingback por aí não imagina, mas o modelito vem sendo utilizado há décadas. Considerado um sapato de salto baixo, com uma abertura na parte traseira e uma tira no calcanhar, esse item se tornou popular entre os anos 1950 e 1960, graças às coleções da maison francesa Chanel.

Naquele período, a clássica sapatilha foi criada pela estilista Coco Chanel e, rapidamente, se tornou popular entre as celebridades do momento, como as musas do cinema Brigitte Bardot e Catherine Deneuve. Mas, é claro, o sucesso foi tanto que, com o passar dos anos, a sapatilha slingback permaneceu firme e forte no closet feminino, tornando-se um artigo curinga.

Para se ter uma ideia, em 2015, a mesma grife foi a responsável por fazer com que o calçado tivesse um revival e tanto no universo da moda. Nas passarelas, a marca deu vida a um modelo com estética vintage, mas superversátil e capaz de acompanhar as mulheres mais estilosas em diferentes ocasiões.

Um pouco de história: a origem da sapatilha slingback

Razões para apostar

Existem várias razões que fazem com que a sapatilha slingback seja um sucesso. Nas últimas temporadas, o artigo foi visto no look de inúmeras fashionistas, especialmente aquelas que se identificam com um estilo mais clássico e romântico. Ao apostar no hit, você conseguirá aproveitar inúmeros benefícios.

O primeiro deles? Por se tratar de um calçado de salto baixo, a sapatilha slingback tende a ser extremamente confortável e perfeita para o dia a dia.

Outro diferencial e tanto diz respeito ao seu poder versátil. Isso mesmo! Visto como um curinga, o item pode ser coordenado com inúmeros trajes: indo desde calças jeans até vestidos bem acinturados. Já para o ambiente de trabalho, a opção também é muito bem-vinda, ainda mais se você coordená-la com uma vestimenta de alfaiataria. Amamos!

A origem da sapatilha slingback

Dicas para usar a sapatilha slingback ao longo da semana

Bem, até aqui você já está por dentro da febre da sapatilha slingback. Contudo, como será que podemos aproveitar ao máximo o poder desse sapato no dia a dia?

Já adiantamos: a tarefa é bem fácil! Mas, para te dar uma mãozinha nessa empreitada, listamos alguns truques de estilo que, certamente, farão toda a diferença em sua rotina fashion. Anote!

Com jeans

Para quem a-do-ra um look prático — e básico! — a sapatilha slingback é essencial. Nessas condições, a recomendação é combinar o calçado com uma calça jeans, especialmente para composições urbanas.

Os trajes com caimento skinny e de comprimento na altura do tornozelo são os mais recomendados para esse caso, uma vez que ajudam a destacar o sapato, fazendo com que ele seja o protagonista do visual.

Aliás, uma ótima recomendação é utilizar uma sapatilha slingback de tonalidade marcante. Dessa maneira, você conseguirá adicionar um ponto de cor no outfit, sem correr o risco de cometer exageros. Faça o teste!

Dicas para usar a sapatilha slingback

Com calça pantacourt

Você é do time das mulheres que preferem produções confortáveis? Se “sim”, a nossa sugestão é se jogar sem medo na combinação da calça pantacourt + sapatilha slingback. Yeah, baby!

Recentemente, esse traje se tornou uma figurinha carimbada no visual das fashion girls, ainda mais por se tratar de uma peça versátil e com pegada moderninha. Além disso, a calça pantcourt pode ser bem aproveitada no office ou fora dele — tudo dependerá dos demais itens que irão compor o outfit.

No caso da sapatilha slingback, o ideal é optar por um modelo mais vintage e pautado por tonalidades discretas. As versões em preto, marrom, off-white e nude se encaixam perfeitamente nessa proposta. Na parte de cima, uma camisa social, t-shirt ou regatinha de cetim também são excelentes para complementar o look com muito estilo.

Dicas para usar a sapatilha slingback com pantacourt

Com vestido

Para encerrar a nossa lista de inspirações, que tal experimentar o uso da sapatilha slingback com um belo vestido?

Clássica, essa combinação é perfeita para os dias ensolarados, já que transmite uma proposta romântica e muito feminina. Aliás, uma boa dica para reforçar a delicadeza da produção é recorrer aos vestidinhos bem acinturados, com decote do tipo ciganinha, ou então, com detalhes bordados.

O sapato também pode surgir em uma abordagem diferenciada, como as opções que apresentam bico quadrado ou salto alto. O segredo é investir no artigo que melhor conversar com a sua personalidade e estiver de acordo com a ocasião.

Extra: outras maneiras de usar a sapatilha slingback

  • com saia midi ou minissaia;
  • em composições monocromáticas;
  • em visuais típicos de festa;
  • com jorts;
  • com conjuntos de alfaiataria;
  • com cardigãs.

E aí, fashion girl: gostou de entender tu-do sobre a sapatilha slingback e como utilizá-la em diferentes composições? Por aqui, não vemos a hora de colocar todas essas recomendações em prática.

Agora que você já está por dentro do tema, não deixe para depois. Compartilhe este post e aproveite para seguir as nossas páginas no Facebook e Instagram. Lá, dividimos conteúdos exclusivos sobre o universo da moda, da beleza, do bem-estar e muito mais. Até a próxima!

Mondaine Brasil
Related Posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *