Moda e empoderamento feminino. Veja no Ouse Todo Dia!

ouse todo dia mondaine emmpoderamento feminino moda - Moda e empoderamento feminino. Veja no Ouse Todo Dia!

Você sabia que houve um tempo em que mulheres poderiam ser presas se fossem vistas usando calça em praça pública? Isso mesmo, gente, a nossa queridinha calça, companheira de todos os dias, já foi motivo de forte repressão na vida das mulheres.

Esse fato nos serve como exemplo para pensarmos sobre as lutas que foram travadas – por mulheres de todo mundo para que você aí, que está lendo este texto, tivesse o direito de usar calças quando e onde quiser – entre várias outras peças do seu armário.

Foram diversos fatos como este que marcaram a história da moda e das mulheres em todo o mundo. Por isso, neste vídeo, a Anna e a Sofia preparam um conteúdo incrível sobre 5 fatos históricos em que moda e empoderamento feminino estiveram juntos.

Clique no vídeo aqui em baixo e confira:

 

 

  • Primeira Guerra Mundial: calça, macacão e botas

O período de guerras foi um dos momentos de intensas mudanças nas estruturas sociais de todo o mundo. A moda, a cultura, os costumes estavam passando por transformações significativas, muitas delas influenciadas pela participação mais ativa da mulher na sociedade.

Essa participação começou a se tornar realidade a partir da ida dos homens – e maridos – para a guerra. Com isso, as mulheres precisaram assumir postos de trabalho que antes eram ocupados por seus maridos, a fim de manter o sustento de suas famílias.

Para que elas conseguissem se adaptar a essas novas funções, foi necessário realizar uma drástica mudança em seus armários. Afinal, trabalhar em uma lavoura usando um vestido longo com um espartilho não seria nada confortável, né?

Assim, foi  possível perceber o início de uma revolução no vestuário feminino: o uso de calças, macacões e botas.

Nessa fase, o uso dessas peças era mais restrito ao ambiente de trabalho, mas, aos poucos, isso foi se tornando cada vez mais comum na rotina das mulheres, nas vitrines e nos armários femininos.

 

macacao - Moda e empoderamento feminino. Veja no Ouse Todo Dia!

 

  • Anos loucos: cintura rebaixada e cabelos curtos

O período de pós-guerra, famosos “anos loucos”, foi um período marcando por intensas transformações em todo o mundo. Foi um momento de mudanças expressivas na forma como as mulheres queriam se apresentar para o mundo, tanto em questões de comportamento, como na forma de se vestir.

Dessa forma, os vestidos também começaram a passar por mudanças estéticas, acompanhando esse movimento de empoderamento feminino.

Nesse momento, as mulheres estavam ganhando mais liberdade de expressão dos seus corpos. Começavam a poder mostrar mais as pernas, o colo e a usar maquiagens mais carregadas, se libertando também da obrigação do uso de espartilhos.

Assim, surgem os vestidos de cintura rebaixada, que deixavam os seios e os quadris achatados, sem marcar a cintura feminina. Eram modelos leves – feitos com tecidos estilo seda – a maioria com braços e costas à mostra

Mas qual o objetivo dessa mudança? Nesse período de pós-guerra, as mulheres entendiam que precisavam se equiparar aos homens para conquistar espaços que pertenciam somente a essa classe. Por isso, equiparar a silhueta feminina, assim como usar os cabelos curtos – que também foi uma revolução da época – foram tentativas de equiparar as mulheres aos homens através da moda.

 

anos20 - Moda e empoderamento feminino. Veja no Ouse Todo Dia!cabelo curto - Moda e empoderamento feminino. Veja no Ouse Todo Dia!

 

  • Coco Chanel: peças em alfaiataria

Gabrielle Chanel foi uma mulher revolucionária na história do mundo e, principalmente, na moda. Viveu em um tempo onde mulheres que usavam roupas no estilo de vestuário masculino sofriam preconceito, pois o “normal” era que mulheres usassem apenas vestidos, preservando ao máximo sua feminilidade.

Conhecida com uma das estilistas mais importantes da história, Chanel se inspirava na modelagem e estilo das roupas masculinas para criar peças voltadas para mulheres.

A Designer francesa criou diversos conceitos na moda feminina, sempre pensando em criar peças práticas e confortáveis. A ideia era libertar as mulheres das faixas, cintas, corpetes apertados e saias de múltiplos babados, em prol de uma moda confortável, mas que não deixasse de ser elegante.

Assim, ela revolucionou a moda do seu tempo com suas criações em alfaiataria. Introduziu, por exemplo, trajes de tecidos em xadrez, calças de boca de sino, a moda escocesa, com blusas de malha fina, jaquetas curtas e casacos em estilo militar.

A revolução Chanel pode ser vista até hoje pelas vitrines de todo o mundo, e foi o inicio de intensas transformações nesse segmento da moda.

 

calca alfaiataria - Moda e empoderamento feminino. Veja no Ouse Todo Dia!

 

  • Anos 60: minissaia

Corrida espacial, ditatura militar no Brasil, movimento hippie e pílula anticoncepcional. Esses são alguns dos acontecimentos que marcaram a década de 60.

Nesse momento, aconteciam movimentos que lutavam por mais liberdades individuais, partindo principalmente de grupos que defendiam um estilo de vida que ia “contra o sistema”, como o movimento hippie.

Com isso, a liberdade das mulheres passou a ser uma pauta com mais destaque na sociedade. A luta pela emancipação feminina acontecia em diversas esferas sociais, principalmente nas ruas, e era evidente que a moda seria impactada por este cenário.

Assim, surge a minissaia. Criada pela inglesa Mary Quant e pelo francês André Courréges, a peça criada para o vestuário feminino surgiu como uma forma de revolucionar os padrões impostos até então.

Isso porque desnudar as coxas e os joelhos foi a forma que muitas mulheres encontraram de manifestar a sua emancipação e lutar por mais liberdade.

Hoje, a peça é uma das mais clássicas do vestuário feminino. Tem se reinventado ao longo do tempo e passado por diversas gerações, sendo uma peça-chave para quem ama looks que demonstram o lado feminino e sensual da mulher.

 

minissaia - Moda e empoderamento feminino. Veja no Ouse Todo Dia!

  • Anos 80: terninhos e ombreiras

Cores vibrantes, volume, brilhos e polainas. Essas foram algumas das principais marcas da moda dos anos 80; anos considerados de muito exagero, onde cada indivíduo começa a pensar em um estilo de autoafirmação, buscando uma moda individual e com personalidade.

Os acontecimentos político-sociais estavam efervescendo por todo o mundo. No Brasil, principalmente, podemos destacar acontecimentos como o fim da ditadura militar, a promulgação da Constituição Brasileira e a primeira eleição presidencial direta e democrática após a ditadura.

Diante de tantas transformações, é possível avaliar o momento em que as mulheres estavam vivendo. A década de 80 marcou, de vez, a entrada das mulheres no mercado de trabalho e a busca por mais independência financeira e autonomia.

As mulheres começavam a assumir, aos poucos, cargos de relevância, e toda essa mudança impactou diretamente na moda. Assim, os terninhos surgem a partir desse contexto, revelando uma imagem da mulher independente, sofisticada e séria.

As ombreiras também fizeram parte dessa revolução e passaram a fazer parte do vestuário feminino de várias formas, desassociando a mulher daquela imagem de “feminilidade” e apresentando um lado mais forte e poderoso do feminino no mundo corporativo.

ombreira - Moda e empoderamento feminino. Veja no Ouse Todo Dia!terninho - Moda e empoderamento feminino. Veja no Ouse Todo Dia!

 

 

 

Ufa! Muita informação, né? Esse foi um breve compilado de momentos em que a história das mulheres e da moda caminharam juntas, inspirando muitas gerações por todo o mundo.

Então não deixe de conferir o vídeo completo desse conteúdo no Mondaine Brasil lá no YouTube e se inscrever no canal para acompanhar todos os vídeo do Ouse Todo Dia!

Mondaine Brasil
Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *